Blog Intranett

Blog do software de gestão de projetos, tarefas, arquivos, pessoas e comunicação.

Gestão

Como abrir uma filial sem comprometer o negócio?

Um questionamento comum entre os empreendedores que desejam expandir seus negócios é: como abrir uma filial? E mais, como fazer isso sem comprometer o negócio?

A última pesquisa do SEBRAE sobre as expectativas dos empreendedores, revelou que 1% dos entrevistados pensa em abrir uma filial. O estudo realizado entre outubro e novembro de 2016, mostra como os empresários estão conservadores nesse assunto.

Com mais de 6.600 empresários entrevistados, apenas uma parcela muito pequena pensa em expandir o negócio. Por outro lado, 62,6% acreditam que 2017 será um ano promissor para os negócios e 41,6% pretendem investir nesse ano.

É fato que com a recessão econômica poucas pessoas pensam em expandir o negócio e fazer investimentos muito significativos. Mas, ainda assim, abrir uma nova unidade do seu negócio pode ser uma oportunidade incrível para aumentar suas vendas e superar a crise.

No entanto, para que tudo corra bem, é preciso escolher o momento certo à expansão, planejar e contar com apoio especializado. Além disso, você precisa centralizar a gestão de toda a marca e delegar tarefas para funcionários de confiança.

Se você ainda não sabe como fomentar o crescimento do negócio com a abertura de filiais, não se preocupe.

Veja neste post como abrir uma filial sem comprometer a saúde do negócio e atingir o sucesso. Conheça as dicas indispensáveis para um crescimento saudável, sustentável e contínuo para sua empresa.

Descubra o momento certo

Qual o momento certo para abrir uma filial da empresa? Muitas pessoas podem acreditar que o período de crise, pelo qual passamos hoje, não é a melhor escolha.

Foi isso que revelou as expectativas para 2017 do SEBRAE, a pesquisa citada no início deste artigo:

Pesquisa do Sebrae sobre abrir uma filial

Mas nem sempre é assim!

O tempo certo para expandir o negócio é aquele que o modelo já foi testado. Em outras palavras, o plano de negócio deve estar funcionando para depois expandi-lo.

A matriz já está consolidada no mercado? Já tem clientes suficientes? Os produtos ou serviços estão sendo consumidos? Há processos definidos dentro da empresa?

Quando a resposta para essas perguntas for positiva, aí sim você deve pensar em como abrir uma filial da empresa. Caso contrário, os erros que já acontecem na unidade número 1 vão se repetir na nova instalação.

Além disso, o crescimento do negócio gera mais trabalho e investimentos. Você, o dono da empresa, deve estar preparado para lidar com essas demandas.

Vale lembrar também, que devem ser levados em conta os valores financeiros necessários à abertura da filial.

O negócio já dispõe desses valores ou vai precisar fazer um empréstimo? O investimento será compensado com os lucros da nova unidade? Qual o prazo de retorno do capital investido?

Por isso, antes de abrir as portas de sua nova localização verifique se a sua empresa está preparada para a expansão. Depois, parta para a próxima fase, o planejamento!

Faça um planejamento

Sendo parte do processo de como abrir uma filial, qualquer tomada de decisão empresarial precisa ser planejada nos mínimos detalhes. Apenas uma escolha errada, mesmo muito pequena, pode levar o negócio por água abaixo e comprometer o seu faturamento.

Abrir uma unidade da empresa não é diferente. Assim como você fez no início da matriz, ou deveria ter feito, deve repetir com a nova filial.

Verifique o local físico para instalação da nova unidade, veja se há demanda por seus produtos naquele lugar e assim por diante. Conheça antecipadamente aonde irá pisar e previna-se.

Lembre-se que as duas unidades devem trabalhar em conjunto na administração, mas ambas devem andar com suas próprias pernas. Se isso não ocorrer, é provável que você tenha de tirar dinheiro da matriz para sustentar a filial.

Esse desvio de recurso prejudica toda a rede da empresa e pode levar o seu empreendimento para o buraco. Afinal, não só a filial estará com dificuldades como a matriz também sairá prejudicada.

Sendo assim, planeje a expansão nos mínimos detalhes. Analise o local para instalação da nova unidade, o público-alvo, os seus concorrentes e por aí vai. Conheça em detalhes como deve funcionar a nova filial e quais as mudanças serão necessárias para ter sucesso.

Só depois, abra as portas e comece o atendimento no local. Assim, as chances de fracasso e do negócio não dar certo diminuem e muito.

Procure auxílio especializado

Começar uma empresa no Brasil já é um processo burocrático, abrir uma filial então pode ser ainda mais desafiador. E se você não conhece os procedimentos as coisas ficam ainda mais demoradas e complexas.

Só para você ter uma ideia, antes de pensar em como abrir uma filial, é preciso avaliar o contrato social da empresa. Tal documento permite a abertura de novas unidades? Em caso positivo, ótimo! Já em caso negativo, é preciso providenciar a alteração contratual.

Mas ainda não acabou. É necessária a aprovação dos sócios por escrito para abertura, cadastrar a nova filial na junta comercial e assim por diante. Como você pode perceber, há muito trabalho pela frente.

Para evitar esquecer-se de alguma coisa ou demorar mais do que deveria, conte com o auxílio de um profissional. Procure um contador ou advogado de sua confiança e peça ajuda nesse processo.

Contar com o auxílio de uma pessoa experiente garante que tudo está sendo feito dentro da lei. Deste modo, a chance de aparecer imprevistos pelo caminho diminui e você pode focar no negócio.

Logo, verifique com um escritório de contabilidade ou advocacia quais são os procedimentos e documentos necessários para abertura de um filial. É melhor investir um pouco a mais nesse suporte, do que sofrer penalidades mais tarde, não acha?

Centralize a gestão

Centralize a gestão das unidades da empresa

Uma das maiores dúvidas sobre como abrir uma filial é a gestão do negócio. Com a matriz, o dono dedica sua atenção total. Tem controle de tudo o que acontece nas dependências da empresa e a administração é muito mais simplificada.

Porém, conforme a empresa vai crescendo, os processos ficam mais complexos e a agenda do empreendedor cada dia mais cheia. Nessas horas é quase impossível acompanhar todo o negócio e quando se têm filiais, fica ainda mais complicado.

A única forma de manter o negócio rodando da maneira correta é centralizar a gestão administrativa. Ou seja, toda a administração financeira, recursos humanos e outros pontos do negócio precisam ser controlados em um único lugar.

É claro que todas as unidades devem ter a sua independência para crescer. Mas a matriz precisa controlar tudo o que acontece nos demais estabelecimentos da marca.

É importante frisar também que a comunicação interna precisa ser levada em conta. As filiais precisam se comunicar rapidamente com a matriz. E os processos de comunicação devem ser otimizados e agilizados.

E claro, todos os colaboradores da marca devem falar a mesma língua. Não importa se a empresa está do outro lado do planeta, a cultura deve ser a mesma em todas as suas filiais.

Para isso, é importante investir em softwares de gestão e comunicação. De preferência, as opções em nuvem que podem ser acessadas de qualquer lugar e a qualquer hora, além de serem também mais viáveis financeiramente.

Com essas ferramentas em mãos você consegue gerenciar todo o negócio e saber de tudo o que acontece, mesmo à distância.

Delegue tarefas

Outro ponto importante a considerar na abertura de filiais é a delegação de tarefas. Será impossível controlar tudo o que acontece na rede da sua marca, então conte com auxílio.

Primeiro, será necessário ter um gerente de confiança para comandar a equipe. Em seguida, os demais funcionários também precisam estar engajados com a empresa.

Sendo assim, invista na delegação correta de tarefas. Para isso, procure se cercar de pessoas qualificadas e comprometidas com o negócio.

Uma ótima alternativa pode ser promover o seu funcionário mais antigo. Aquele que está com você desde a abertura do negócio. Além de conhecer todos os procedimentos, ele é totalmente comprometido com a marca. Lógico que essa escolha dependerá de uma avaliação mais profunda.

Esses fatores ajudam a disseminar uma cultura para os demais colaboradores e garante que você estará bem representado na nova filial da empresa.

No entanto, a pessoa recém-promovida precisa ser um bom líder também, combinado? De outra forma, o ambiente de trabalho se tornará um caos sem precedentes.

Além disso, crie políticas e procedimentos bem estruturados dentro da organização. Deixe claro como cada pessoa deve agir no negócio e qual a função de cada funcionário.

Para que o negócio cresça de forma saudável e sustentável é preciso tirá-lo de sua cabeça e colocar tudo no papel. Revele os desafios, conquistas, sonhos e objetivos da empresa. Engaje toda a equipe nessa caminhada para ter mais sucesso.

Como abrir uma filial de sucesso, afinal?

Como você pode ver neste artigo, abrir uma nova unidade da empresa exige muito planejamento e controle. O crescimento da marca precisa ser feito de forma estratégica e sustentável para manter a saúde do negócio.

Qualquer deslize nesse processo pode causar danos à imagem da empresa, qualidade de seu atendimento, etc. Então, não negligencie nenhum dos passos citados acima e aumente as chances de sucesso do novo estabelecimento.

Não se esqueça de continuar prezando pela identidade e qualidade de seus produtos e serviços na nova unidade, combinado? Mesmo com a expansão do negócio, é preciso manter a cultura e seus diferenciais intactos.

Quer receber mais dicas sobre como abrir uma filial de sua empresa e gerir o seu negócio? Cadastre-se na newsletter do blog e receba conteúdos exclusivos em seu e-mail.

Deixe um Comentário