Blog Intranett

Blog do software de gestão de projetos, tarefas, arquivos, pessoas e comunicação.

Liderança

Como motivar uma equipe mesmo em tempo de crise?

As empresas são formadas por colaboradores distintos. E como já previa a Pirâmide de Maslow, os funcionários possuem desejos diferentes e constantes. Esse cenário exige que as empresas mantenham a motivação diária, mas como motivar uma equipe na crise?

Com as vendas caindo, corte de pessoal, diminuição de salários e jornada de trabalho, recompensar financeiramente não é uma opção. Para piorar, os riscos iminentes da crise deixam a equipe em alerta e com receios da demissão.

Por outro lado, a falta de motivação piora ainda mais o quadro. Os funcionários podem “abandonar o barco” nessas turbulências, trazendo ainda mais prejuízos para o negócio.

Imagine ter de montar toda uma equipe em tempos de crise? Mesmo com a vasta mão de obra disponível, custos com treinamentos e encargos trabalhistas não são boas opções nesse cenário.

Então, como manter os colaboradores engajados com a empresa nesses momentos? Veja algumas dicas de como motivar uma equipe durante a recessão econômica, sem precisar colocar a mão no bolso.

5 Dicas de como motivar uma equipe:

1. Promova desafios e oportunidades

Uma pesquisa da Walk and Talk, revelou alguns pontos principais de motivação para os brasileiros. Veja os dados dessa pesquisa, na íntegra, na imagem abaixo:

Pesquisa sobre como motivar uma equipe

No estudo, 36% das pessoas responderam que as experiências aprendidas é o que mais as motiva. Já para outras 26%, as novas oportunidades no trabalho representam um ponto importante para se manter engajado.

Esses dados nos revelam a importância dos desafios e oportunidades para manter a equipe motivada. Em outras palavras, a rotina do dia a dia pode ser algo maçante e acabar com a disposição de seus colaboradores.

Sendo assim, empresa e gestor devem investir em práticas que contornem esse problema.

Para isso você pode usar de cursos, palestras, workshops e outros treinamentos. Com isso, o colaborador aumenta seu aprendizado e experiências dentro da empresa.

Da mesma forma, investir no networking entre os funcionários também é útil. Essa troca de experiência ajuda a melhorar o ambiente de trabalho e compartilhar conhecimentos.

Outra forma de como motivar uma equipe é promover desafios para cada um de seus colaboradores. Procure tirá-los de sua zona de conforto e levá-los até novos patamares dentro da organização.

Quer um exemplo?

A Cristina que trabalha como auxiliar de RH pode ser desafiada a incorporar novas funções em seu dia a dia. Em vez de tomar conta apenas da distribuição de uniformes para os colaboradores, por que não incitá-la a trabalhar com os cálculos da folha de pagamento ou integrá-la nas entrevistas?

Essa abordagem do líder dá esperanças para o crescimento dentro da empresa e, ao mesmo tempo, traz novos aprendizados para sua equipe.

2. Coloque as pessoas nos lugares certos

Levando a pesquisa anterior ainda em conta, a segunda pista de como motivar uma equipe fica por conta das atividades realizadas. Segundo as estatísticas, 33% dos entrevistados se sentem motivados com o trabalho que desempenham dentro da empresa.

O dado chama a atenção para o seguinte fator: funcionários que exercem funções que desejam têm mais ânimo com o trabalho. Logo, é uma excelente oportunidade para aumentar a motivação de sua equipe, mesmo em tempos de crise.

Em tempos de recessão econômica a maioria das organizações investe no aproveitamento da equipe. Nessas horas os colaboradores são remanejados para diferentes setores, a fim de otimizar o trabalho e evitar custos com aquisição de mão de obra.

Por que não direcionar o membro da equipe para o setor que ele deseja? Que tal aproveitar a crise para colocá-lo nas funções que sempre desejou?

Mas isso não é tão simples como parece. Antes de tomar essa decisão, o gestor precisa conhecer os objetivos e desejos de cada um. Para isso converse com toda a equipe para conhecer os anseios de cada profissional. Depois os promova para diferentes setores dentro da empresa.

Em tempos de dificuldades econômicas, aproveitar talentos é uma ótima pedida. Além disso, o desafio de aprender uma nova função mantém o colaborador engajado com a companhia. Sem esquecer que evitamos a morosidade no trabalho, enviando a mão de obra para os locais que mais demandam atenção.

3. Invista em um ambiente saudável e acolhedor

Outra pesquisa realizada com mais de 40 mil executivos aponta que o ambiente de trabalho é o fator mais motivador. O estudo revelou que a boa relação com os colegas e um local agradável são mais importantes.

Nesse cenário as startups têm ganhado destaque. Essas empresas investem em horários flexíveis, finais de semana prolongados e até trabalhos home office. O maior objetivo é fomentar uma cultura liberal e mais acolhedora para o mercado de trabalho.

Essas práticas trazem resultados fantásticos e têm atraído, especialmente, o público mais jovem para trabalhar nos negócios inovadores. Mas as melhorias no escritório ou indústria podem ser adotadas por diferentes negócios, mesmo os calouros no mercado.

Um ótimo exemplo é encorajar o relacionamento entre a equipe, promovendo eventos internos. Churrascos no fim de semana, almoços especiais, o famoso happy hour, as opções são muitas. Estimule esses encontros com sua equipe cedendo uma área na empresa para essas comemorações, por exemplo.

Outra dica sobre como motivar uma equipe é promover projetos que incitam a colaboração de diferentes setores. O que você acha de colocar a Cristina do RH junto com o Pedro, líder da operação? Ambos poderiam trabalhar no remanejamento dos colaboradores, levando em conta os gostos de cada um e também os aspetos legais.

Ao incitar o espírito de amizade e colaboração dentro das empresas as coisas ficam mais fáceis. Os colaboradores compreendem a cultura empresarial e passam a valorizar essas ações. Deste modo, criar um ambiente mais acolhedor e agradável será mais rápido com a ajuda de todos os envolvidos.

4. Reconheça e valorize seus colaboradores

Reconhecimento e valorização da equipe

Dinheiro é importante, sem dúvida. E na maioria das vezes é a primeira coisa que vem a mente na hora de encontrar soluções de como motivar uma equipe. Mas em momentos de “vacas magras” aumentar salários e comissões não é uma opção.

Por outro lado, você não precisa abandonar a ideia de reconhecimento e valorização de sua equipe. Existem outras formas de estímulo que sua empresa pode usar para manter os colaboradores engajados.

Até mesmo um pequeno elogio consegue fazer milagres durante uma crise na empresa, sabia? Ao receber feedbacks construtivos o profissional sente-se valorizado e importante para a equipe. Por conta disso, sua motivação e comprometimento com o trabalho aumentam.

Crie uma cultura de feedback com consistência. Que tal conversar uma vez por mês com cada colaborador, e levantar pontos positivos e o que deve ser melhorado? As pessoas possuem qualidades que merecem elogios e são oportunidades para manter a equipe com gás total.

E não pense que apenas as grandes ações devem ser reconhecidas e valorizadas. Mesmo as coisas mais simples e corriqueiras podem gerar elogios e motivos para recompensar a sua equipe.

Além de elogios e feedbacks, invista em maneiras tangíveis de compensação, porém com custos menores. Já pensou em presentear a equipe com um almoço quando atingirem a meta deste mês? Ou quem sabe planejar uma viagem anual para os colaboradores de destaque?

O orçamento está muito apertado? Então, compre pequenas lembranças como canetas, agenda, bloco de notas e por aí vai. Um pequeno mimo por parte da empresa tem um poder incrível na hora em que você pensar em como motivar uma equipe.

5. Tenha uma comunicação clara

Uma crise sempre é rodeada de incertezas e riscos para todos no negócio. A empresa pode não ter o controle completo da situação e, nessas horas, fica difícil prever o futuro. Porém, ambientes construídos dessa maneira abrem espaço para fofocas no trabalho.

Sem um posicionamento adequado dos líderes, os demais funcionários começam a especular possíveis acontecimentos. Esse comportamento deixa a equipe ainda mais instável e conturbada.

Para evitar isso, invista em políticas de comunicação interna. Mantenha todos os colaboradores engajados e cientes dos acontecimentos na organização.

Como os gestores pretendem contornar a crise? Quais efeitos da recessão são esperados no negócio? Vão ocorrer demissões, quantas?

Essas são apenas algumas perguntas que rondam a mente dos funcionários e você pode respondê-las. A postura de clareza e abertura para comunicação encoraja os colaboradores e os deixa mais confortáveis com a situação.

Mas atenção: é importante manter a sinceridade acima de tudo. Caso a empresa ainda não tenha informações concretas sobre o assunto, seja sincero. É melhor preparar sua equipe para o futuro e manter uma relação confiável com eles, do que abrir espaço para ressentimentos mais tarde.

Também é importante remover os ruídos da comunicação, investindo em canais específicos e posicionamentos oficiais da empresa. Evite gerar uma crise interna na empresa com transparência, sinceridade e receptividade para o diálogo.

É claro que uma crise assusta, no entanto, a saúde interna da empresa é mais importante nessa hora. Por isso, investir na valorização e reconhecimento dos colaboradores é indispensável na recessão. Em razão disso, não deixe de aplicar essas dicas de como motivar uma equipe e dar o impulso que seu time precisa para contornar essa situação.

Aproveite para ter acesso a outros conteúdos como esse, seguindo o Intranett nas redes sociais. Acesse nosso Facebook, Twitter, Linkedin e mantenha-se atualizado.

Deixe um Comentário